Sobre

Numa crise social em que a intolerância tem impedido o debate político construtivo entre posições políticas e ideológicas divergentes e em que os grandes meios de comunicação passaram a moldar a consciência nacional, é preciso, mais do que nunca, que as escolas proporcionem a livre circulação e o debate de ideias divergentes, que permitam a formação de cidadãos capazes de analisar e avaliar as informações, muitas vezes inexatas, que lhes chegam em abundância.

Diante desses desafios, conclamamos a sociedade rio-grandense a debater e se posicionar sobre este tema tão caro para as sociedades civilizadas que é a educação pública. Para isto, instalamos, neste dia, o COMITÊ EM DEFESA DA EDUCAÇÃO PÚBLICA DO RIO GRANDE DO SUL.

Anúncios